2D Controle de Benefícios Reconhecimento Facial Validação de Clientes 

Sistema de reconhecimento facial do Rio ganha destaque internacional

RioCard TI, que desenvolveu o projeto, recebeu certificado de reconhecimento em inovação tecnológica para o setor de transporte

FONTE:  O DIA http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/odia-no-coletivo/2016-11-17/sistema-de-reconhecimento-facial-do-rio-ganha-destaque-internacional.html 

O projeto de reconhecimento facial, em implantação nos ônibus do Rio de Janeiro, rendeu à RioCard TI certificado internacional de reconhecimento de excelência em inovação tecnológica para o setor de transporte. A premiação foi iniciativa da Gartner, empresa internacional de consultoria, e ocorreu durante o Symposium/ITxpo, em São Paulo, no dia 27 de outubro. O objetivo do sistema é coibir o uso de cartões de gratuidade e Bilhete Único por quem não é titular dos benefícios.

Desenvolvido para a Fetranspor, o projeto inclui o ciclo completo de ações do processo: captura das imagens, transferência do material para os servidores, análise eletrônica e confirmação visual da fraude. Ainda há a utilização de um aplicativo que acessa o cadastro, a integração com o Detran e o acompanhamento da aplicação da sansão contra o ato. “Atualmente, os softwares existentes no mercado só fazem a captura das imagens sem completar este ciclo mais seguro. O que fizemos foi criar um produto de melhor qualidade e de maior acerto”, explica Carlos Silveira, CEO da RioCard TI.

Sistema está ativo em 3.400 ônibus do estadoDivulgação

A solução utiliza a biometria facial. A comparação é feita entre a foto da pessoa que está utilizando o cartão e a foto do cadastro dos chamados titulares. Isso envolve um conjunto de imagens onde estão as do cadastro inicial, feito para solicitar o subsídio; as resultantes de um aplicativo criado pela RioCard TI para celulares e tablets que valida as informações da pessoa; e as que estão nos documentos de identidade, emitidos pelo Instituto Felix Pacheco ou pelo Detran.

“Esse conjunto de fotos é acionado simultaneamente, e isso torna o sistema mais preciso do que as atuais versões. A Fetranspor é a única no mundo a ter algo assim. Hoje são quase três mil ônibus com a câmera e até o fim do ano devem ser nove mil. Agora é só aguardar essas instalações, pois o software está pronto”, afirma Silveira.

O sistema antifraude vem para combater um problema que atingiu níveis altos de incidência e de impacto sobre a tarifa. De acordo com Silveira, o Governo do Estado do Rio de Janeiro vai conseguir uma economia de aproximados R$ 50 milhões, quase 15% do orçamento destinado ao programa de gratuidade, que terá mais respaldo e menor risco de ser cortado.

Sistema está ativo em 3.400 ônibus

A partir desta semana, os detentores de gratuidades nos ônibus começam a ser chamados para prestar esclarecimentos caso o cartão do benefício seja usado por terceiros. Cerca de 3.400 coletivos já receberam uma câmera acoplada no validador de cartões.

No dia 3 de novembro, o governo estadual informou que, desde 3 de outubro, 30 mil imagens foram analisadas e aproximadamente 6.600 fraudes constatadas (22%): 74% envolviam gratuidade de idosos, 24% de estudantes da rede pública e 2% de Vale Social. A tecnologia deverá ser implantada nos 22 mil ônibus do estado até dezembro e, depois, nos outros modais.

Em caso de irregularidades, mensagens nos validadores orientarão o usuário a ir a uma loja da RioCard para se explicar em até cinco dias (estudantes) ou dez dias (vale social e idosos). Se não comparecer e for comprovado o uso indevido, o benefício será suspenso por 60 dias. Reincidentes estarão sujeitos ao cancelamento definitivo do benefício e a investigação policial. O uso do Bilhete Único por terceiros começará a ser fiscalizado a partir dos próximos meses.

Share

Related posts