2D Identificação de Clientes Identificação de Fraudes Localização de Criminosos Reconhecimento Facial Validação de Clientes 

Varejistas usam cada vez mais o reconhecimento facial para encontrar grandes compradores e… ladrões

Usar câmeras de segurança para identificar e deter os ladrões têm sido uma prática comum entre os varejistas, mas agora parece que estas lojas estão aprimorando seus sistemas de segurança e utilizando a tecnologia de reconhecimento facial para outros fins.

De acordo com um relatório da BBC, um número crescente de varejistas no Reino Unido estão investindo pesado em câmeras com tecnologia de reconhecimento facial para alem identificar ladrões conhecidos,  aplicar a mesma tecnologia para identificar também grandes consumidores e clientes em potencial.

Tudo se inicia a partir de câmeras especialmente instaladas na entrada das lojas para o reconhecimento facial. O sistema automaticamente capta e armazena fotos dos consumidores, confrontando sua foto com redes sociais, bases de dados de compra, bases de dados da polícia e de ladrões ou pessoas potencialmente perigosas conhecidas pela loja. Em casos especiais de pessoas potencialmente perigosas ou que necessitam de atenção, os gerentes da loja recebem automaticamente uma notificação em seus telefones.

Mas, além de rastreamento potenciais ladrões, os varejistas também estão encontrando a tecnologia útil para outros fins de marketing. Alguns varejistas começaram a usar o reconhecimento facial para começar a identificar clientes leais e grandes compradores para que eles possam direcioná-los a produtos de interesse, descontos e outras promoções personalizadas.

De outro lado, os clientes consideram o uso da tecnologia de reconhecimento facial uma violação da privacidade, no entanto tais Varejistas estão adotando os sistemas com entusiasmo. De acordo com o relatório da BBC, 1 em cada 4 varejistas já estão usando a tecnologia em suas lojas.

Enquanto os EUA não parecem ter adotado a tecnologia tão rapidamente em larga escala, alguns grandes varejistas americanos estão ativamente usando o reconhecimento facial para segurança, o Walmart, por exemplo tem testado reconhecimento facial durante vários meses no início deste ano.

Embora atualmente não existam leis que proíbam o uso do reconhecimento facial na segmentação de clientes, esse uso invasivo de câmeras em lojas de varejo deixa muitos consumidores desconfortáveis.

Em uma pesquisa realizada pelo Consumer Survey Center com 2.000 usuários, apenas metade deles já tinha ouvido falar de reconhecimento facial. No entanto, dos consumidores que conheciam este tipo de tecnologia, 75 por cento se opuseram ao seu uso, considerando-o “intrusivo”. Outro estudo da Transparency Market Research descobriu que 75 por cento dos compradores americanos disseram que iriam evitar compras em lojas que empregavam o reconhecimento facial.

Embora o tema do uso do reconhecimento facial por varejistas é controverso, o seguro é dizer que esta tendência do uso desta tecnologia ainda terá muitas .

 

No Brasil a empresa 2BFace (www.2bface.com), de Porto Alegre, oferece soluções de segurança baseadas em reconhecimento biométrico facial integrada a soluções de CRM para identificação de clientes e potenciais compradores.  

Share

Related posts