2D Autenticação de Clientes Controle de Benefícios Identificação de Fraudes Reconhecimento Facial Validação de Clientes 

Espírito Santo é pioneiro no uso de biometria facial em curso de reciclagem de CNH à distância

O curso é destinado a motoristas que tiveram a Carteira Nacional de Habilitação cassada. Além dele ser oferecido de forma presencial, o infrator pode optar pelo online

Há dois meses, os motoristas do Espírito Santo que tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cassada podem fazer o curso de reciclagem de condutores à distância. Essa prestação de serviços de Ensino na Modalidade à Distância (EAD) foi autorizada no Estado após o Departamento Estadual de Trânsito (Detran|ES) publicar no Diário Oficial, em dezembro do ano passado, a Instrução de Serviço Nº26.

Para que esse tipo de serviço não seja burlado pelos alunos, o Detran|ES ainda exigiu que a empresa responsável por essa plataforma online adotasse a biometria facial. De acordo com o diretor do Instituto Tecnológico de Trânsito (ITT), Renato Gama Monteiro, essa tecnologia para esse tipo de serviço é pioneira no Brasil. Apenas no Espírito Santo esse tipo de identificação para o curso de reciclagem de condutores é adotado.

“O único Estado do Brasil que usa essa tecnologia é o Espírito Santo. É algo pioneira para esse tipo de serviço. O uso da biometria facial garante que o mesmo motorista que entregou a carteira no Detran é o que está fazendo as aulas”, destacou o Monteiro.

Segundo o diretor do ITT, assim que o motorista ultrapassa os 20 pontos na carteira e é notificado pelo Detran, ele comparece ao departamento para entregar a CNH e é direcionado para fazer o curso de reciclagem. O infrator tanto pode procurar uma autoescola para fazer as aulas presenciais, como pode procurar pelo curso a distância.

O curso online pode ser intermediado por uma autoescola ou feito por conta própria. “A parceria com os CFCs ajuda, pois a pessoa que não tem muita informação ou não entende muito de informática tem todo o suporte para fazer o cadastro e iniciar as aulas”, afirmou.

O proprietário de uma autoescola no bairro Jardim Camburi, em Vitória, Tiago Gavazza, apontou que os CFCs credenciados para oferecer o curso auxiliam esse motorista. “Nós fazemos todo o pré-cadastro com o aluno e fazemos a primeira coleta da biometria facial. Depois ele retorna ao Ciretran, onde também vai colher a biometria. Após isso, ele vai receber um e-mail do ITT com o passo a passo do curso, que deve ser concluído em 45 dias. Também atuamos como um suporte para tirar as dúvidas”, explicou.

Monteiro esclareceu ainda que é necessário que o motorista tenha um computador com webcam para poder fazer o curso. Isso porque a todo momento, durante as aulas, o sistema vai pedir para que o aluno faça a biometria facial várias vezes.

“Durante o curso aparece a câmera para verificar se é uma pessoa viva que está fazendo. No momento em que é pedido para que ela olhe para a câmera, se for outra pessoa o sistema trava e informa ao Detran. Com isso, a pessoa precisa voltar ao início do curso. Essa janela que pede a identificação pode abrir diversas vezes durante uma aula”, apontou.

Adesão

Segundo o presidente do Sindicato das Auto Escolas, Anderson da Silva Perozini, cerca de 150 Centros de Formação de Condutores (CFCs) estão credenciados para disponibilizarem esse tipo de curso. “Isso facilita principalmente para o motorista, pois pode fazer o curso de casa, em um horário livre no trabalho, é uma comodidade”, disse.

Ainda de acordo com ele, desde que os CFCs do Estado começaram a utilizar essa plataforma, 90% da procura é por ela, mas as provas continuam da mesma forma. “O motorista faz o curso de 30 horas na plataforma e para ser aprovado tem que ter 100% de acerto nos testes. Depois disso ele marca a prova no Detran”, explicou.

Para Gavazza, isso ainda é uma novidade para muitos. Mesmo assim, há quem procure a modalidade. “Como o custo para usar esse sistema é mais caro que fazer as aulas presenciais, muitas pessoas ainda preferem agendar as aulas na autoescola. Elas duram três dias e podem ser feitas em um final de semana. Entretanto, existe sim a comodidade do curso a distância, já que a pessoa pode fazer a hora que quiser. Mas é preciso disciplina, como em qualquer curso online”, afirmou.

http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2017/05/es-e-pioneiro-no-uso-de-biometria-facial-em-curso-de-reciclagem-de-cnh-a-distancia.htm

Share

Related posts