Controle de Acesso Controle de Acesso Predial Controle de Benefícios Identificação de Clientes Reconhecimento Facial Registro de Entrada Registro de Ponto Segurança Predial Validação de Acesso 

Prefeitura de Corumbá implanta ponto eletrônico e reconhecimento facial

Com o controle de frequência dos servidores municipais, por meio de ponto eletrônico biométrico, tornando-se obrigatório a partir de fevereiro, a Prefeitura de Corumbá capacitou – ao longo de toda a semana passada – os funcionários que atuarão como coordenadores em cada unidade. “Passamos orientações, conhecimento sobre o sistema a todos os coordenadores responsáveis em suas unidades, pelo ponto eletrônico, para conduzirem o procedimento. Cada secretaria tem sua particularidade”, disse o subsecretário de Finanças e Gestão, Mário Sérgio Aguiar Siqueira.

Ele informou que os aparelhos de ponto eletrônico com biometria já foram implantados em 90% das unidades da Prefeitura. Faltam apenas setores como os da área rural e transporte escolar, por exemplo, que o Município “ainda trabalha e organizar a melhor forma de oferecer o serviço”, completou o subsecretário. “Teremos também algumas formas de bater o ponto, evitando as exceções. Podemos fazer o registro no relógio biométrico, no computador, e no celular por reconhecimento facial”, frisou.

Contudo, o sistema já foi regulamentado. “Temos dois decretos. O primeiro, decreto n° 1.819, unificou o relógio de ponto para toda a Prefeitura e não só para os servidores da Saúde. Agora, o prefeito Marcelo Iunes editou o decreto 1.908, já publicado com toda a regulamentação. Temos de fazer as resoluções e portarias de cada caso”, esclareceu Mário Sérgio.

De acordo com o subsecretário de Finanças e Gestão, além das orientações em torno do funcionamento do controle de frequência, o Município também passou a mensagem de haver necessidade de compromisso e responsabilidade no trato com o relógio. “Passamos a necessidade de responsabilidade no trato com o relógio e compromisso com as pessoas que trabalham. Todos têm a obrigação legal de fazer e o livre arbítrio de escolher se vai ou não. Mas, na hora que aparecer a falta, terá de arcar com as consequências. É uma situação legal que nos foi exigida e o Município está cumprindo. Quem trabalha não vai ter problema algum”, explicou ao lembrar que já foram registrados casos de danos em alguns relógios eletrônicos. “Estamos abrindo sindicância e vamos apurar tudo, o decreto 1.819 estipula que danificar é falta grave e vamos cumprir a legislação”.

O registro no ponto eletrônico por meio da biometria – que já pode ser feito pelos servidores – será obrigatório já no próximo mês. “A partir de 1° de fevereiro todos serão obrigados a registrar o ponto biométrico. Isso já estava sendo feito desde dezembro em regime de teste. Todos terão de fazer o registro da biometria, vai ser bom para o município e principalmente para a população, que vai poder cobrar e saber quem trabalha”, finalizou Mário Sérgio Aguiar Siqueira.

A regulamentação

O decreto nº 1.908, assinado pelo prefeito Marcelo Iunes, que dispõe sobre o expediente das repartições públicas municipais, o registro e o controle de frequência dos servidores do Poder Executivo Municipal estabelece que “a comprovação do cumprimento da jornada de trabalho dos servidores será feita mediante registro diário dos horários de entrada e de saída e anotação das ausências durante o expediente de trabalho, subordinada às seguintes regras: a entrada diária deve ser registrada dentro do período compreendido entre as 7h e 7h45min do mesmo dia, exceto os servidores referidos no §2º do art. 1º, que observarão a carga horária da respectiva repartição ou unidade”. O §2º do art. 1º diz que “as repartições municipais que prestam serviços em horários especiais e/ou contínuos funcionarão em expediente fixado conforme a natureza de suas atividades e as demandas da população”.

Ainda de acordo com o decreto, em seu artigo primeiro “as repartições públicas que integram os órgãos da administração direta e indireta do Município de Corumbá funcionarão, nos dias úteis, das 7h30min às 17h30min”. O expediente diário para atendimento ao público nas repartições municipais será das 7h30min às 13h30min.

O artigo segundo estabelece que “os servidores da Prefeitura Municipal cumprirão, em regime de exceção, jornada de trabalho de seis horas durante o expediente diário da repartição que tem exercício”. Seu parágrafo 1º estipula que “a jornada de seis horas não se aplica aos ocupantes de cargos em comissão ou função de confiança e aos servidores que recebem vantagens por dedicação exclusiva, por produtividade ou operações especiais, bem como aqueles cuja carga horária semanal, fixada em lei municipal, seja inferior a trinta horas”. A íntegra do decreto nº 1.908 pode ser conferida na edição de 11 de janeiro de 2018 do Diário Oficial do Município de Corumbá (DIOCORUMBÁ)

Share

Related posts